workimg

American Express lança negócio de pagamentos baseado em blockchain

É um dos primeiros usos principais do blockchain, um banco de dados de transações mantido pela rede que suporta a bitcoin.

A American Express introduziu pagamentos instantâneos baseados em blockchain usando a Ripple, uma fintech para clientes corporativos dos Estados Unidos enviarem fundos para empresas com sede no Reino Unido, disseram as empresas nesta quinta-feira (16).

A American Express informou que o negócio FX International Payments (FXIP) tinha se associado à Ripple para fornecer pagamentos sem cartão de crédito em tempo real dos EUA para o Reino Unido. Os clientes já estão usando o serviço, que será ampliado no futuro, disseram as empresas.

Isso marca um dos primeiros usos principais do blockchain, um banco de dados de transações compartilhado e mantido por uma rede de computadores na internet, que ficou conhecida como o sistema que suporta a bitcoin.

As empresas financeiras esperam que a nova tecnologia possa reduzir o custo e a complexidade de processos pesados, como a liquidação de títulos e os pagamentos internacionais, mas muitos dizem que o uso generalizado da tecnologia ainda está a vários anos de distância.

A Ripple, cujo foco principal é o pagamento transfronteiriço baseado em blockchain, opera com muitos grandes bancos e é financiada por empresas como Santander UK, Standard Chartered, Accenture e SBI Holdings.

"As transferências que costumavam levar dias serão concluídas em tempo real, permitindo que o dinheiro se mova tão rápido quanto os negócios de hoje", disse o presidente-executivo da Ripple, Brad Garlinghouse, em comunicado.