workimg

Yahoo vai mudar de nome para Altaba após venda para Verizon

Negócio de US$4,8 bilhões também prevê a saída da CEO Marissa Mayer e do cofundador David Filo.

O Yahoo pretende mudar seu nome para Altaba uma vez que a venda para a operadora americana Verizon for completada. A CEO Marissa Mayer (foto abaixo) e o cofundador David Filo também deixarão a companhia, informou o Yahoo em um documento regulatório publicado nesta segunda-feira, 9/1.

Até 2020, metade dos objetivos das cidades inteligentes incluirá indicadores-chave de desempenho (KPIs, na sigla em inglês) de alterações climáticas, resiliência e sustentabilidade, de acordo com estudo do Gartner. As metrópoles estão definindo novas metas e colocando-as em programas tangíveis. Isso cria resultados mensuráveis que atendem às definições acordadas na COP 21, Conferência da ONU sobre mudanças climáticas, realizada em Paris, em abril do ano passado.

Todas essas mudanças fazem parte de um acordo assinado em julho de 2016 sobre a venda do Yahoo para a Verizon por cerca de 4,8 bilhões de dólares.

Uma vez que o negócio for completado, o Yahoo vai tornar-se uma empresa de investimentos e a sua junta de diretores será reduzida de 11 para 5 pessoas: Tor Braham, Eric Brandt, Catherine Friedman, Thomas McInerney e Jeffrey Smith.

Os principais títulos da Altaba serão pedaços da gigante chinesa de e-commerce Alibaba (15%) e do portal japonês de Internet chamado Yahoo Japan (35,5%).

O negócio do Yahoo com a Verizon ficou sob uma nuvem desde que foram revelados dois grandes vazamentos de dados do Yahoo nos últimos meses. O mais recente foi revelado em dezembro de 2016, mas aconteceu três anos antes e envolveu o roubo de dados de nada menos do que 1 bilhão de usuários, o que o torna o maior vazamento de dados na história da Internet.

Marca continua

No entanto, vale notar que é muito provável que os serviços do Yahoo na web, como sua ferramenta de buscas, plataforma de blogs e página inicial, continuem no ar e com o nome e a marca Yahoo - assim como aconteceu com a marca Moto após a Motorola ser comprada pela Lenovo, por exemplo.